30.8.10

Changing lifes...

Mudar de vida não é facil....ao contrário do que o mundo inteiro parece pensar...aquela versão de uma música do António Variações que tocou à uns tempos non-stop e toda a gente trazia na ponta da língua, trata do assunto como se fosse a decisão mais fácil à face da terra...não é!
Não é fácil sair de perto das pessoas que aprendemos a amar, com quem começamos a contar, para os momentos de todo o tipo, para um café, para uma conversa, para uma noitada, para chorar, para desabafar, para rir ou ainda para gritar...sair de perto dessas pessoas, custa e muito, e muitas vezes está inerente à mudança que é necessária ou desejável, porque precisamos de avançar por nós.
É ao fim ao cabo uma decisão egoísta que se irá deparar com uma realidade bem mais solitária do que o lugar de origem. Mudamos de vida, de cidade, de trabalho e de amigos. Mas quando se chega a um local novo em que todos já têm os seus amigos (alguns de anos, outros de circunstância) como é que se arranjam novos amigos, daqueles verdadeiros que nos aturam as merdas todas?
Eventualmente encontram-se, porque se conhecem pessoas novas, mas apenas uma infima parte das pessoas que se conhecem se irão tornar amigas, dessas apenas 1 ou 2 irão permanecer no futuro...não é uma perspectiva muito agradável...
No entanto também é verdade que se alguma vez chegarmos a esse impasse e optarmos pelo caminho mais seguro iremos sempre questionar como teria sido...e se optarmos pelo outro caminho também iremos perguntar "E se?" Seja qual for a decisão, we're fucked!!!Or not...resta apenas ter a sorte de encontrar pelo caminho pessoas interessantes, e que o caminho a percorrer seja agradável!

image: Cocorosa e infelizmente apesar da imagem ser sobre NY, não me dirijo para lá ou para outro sitio qualquer, só me despedi do meu emprego e dentro de algum tempo a minha vida vai mudar...mas ainda não sei para onde...será isto uma coisa má?!

5 comentários:

VRY disse...

Que emprego tinhas, nika?Eu também me vou despedir em breve.

J. disse...

penso que o mais importante é acreditar que as coisas não acontecem logo, que existe um tempo de adaptação que demora o tempo que demorar... e que, o que quer que aconteça, poderemos sempre regressar...

e o que é muito bom nestas mudanças é que tudo é novo e os nossos olhos e o nosso coração param em qualquer pormenor...

um abraço luzia

Nuno Cruz disse...

Sábias palavras da J.
Ainda que não te seja nenhum dos tipos de pessoas que mencionas no teu post, conhecido, amigo,..., desejo-te que desfrutes do caminho que escolheres percorrer.
Um abraço.

Nika_liu disse...

Era e sou bibliotecária, ou pelo menos quero continuar a ser. Este post foi escrito após uma conversa com uma amiga minha sobre as diferentes mudanças pelas quais, principalmente as pessoas da minha idade, têm de passar para conseguir um futuro melhor.
Por acaso já passei pela mudança quase completa da qual falo quando vim para Lisboa à 5 anos atrás, em que deixei trabalho, amigos, casa, e um relacionamento noutra cidade para seguir aquilo que eu achava que me iria proporcionar esse futuro e onde não conhecia ninguém. Mas como disse não é fácil e apesar de estar prestes a acontecer uma nova mudança, estou bastante confiante de que tudo irá correr bem.

(Parece que ultimamente só oiço as pessoas falaram em mudar de empregos, até mesmo os que estão na função pública com os diminutos empregos estáveis falam e decidem sair para novas aventuras! A todas elas desejo boas mudanças!:P )

Stella Maris disse...

A tua vida só pode mudar para melhor ;)