12.6.09

Nightmare...



Acordei de um pesadelo demasiado real...sonhei que por escassos momentos o meu avô estava vivo, exactamente como eu me lembrava, a partir das memórias guardadas, como preciosidades no coração de uma criança de 5 anos...e no momento seguinte perdi-o novamente...acordei com uma dor tão grande que não consegui evitar o pranto que se seguiu...ao colo da minha mãe...filha dele...

1 comentário:

bags disse...

pronto... já passou... anda cá que eu dou colinho...