15.9.08

Own world...

artist: amihedgehog
Sempre que acabo de ler Ana Teresa Pereira, o mundo em que vivo parece-me irreal e sinto uma urgência em voltar para a familiaridade que sinto quando leio as histórias. É quase como se fizessem parte de mim, inquietam e confortam ao mesmo tempo.

Como se fosse possivel estar ao mesmo tempo com uma excitação de criança e uma tristeza de um conhecimento antigo e recorrente da vida...

Naquele momento não sou eu, nem sou ninguém, esqueço-me do mundo e de mim com um sentimento de pertença inequivoco e nunca antes sentido. No momento em que a última frase termina e sou obrigada a levantar os olhos, sinto dificuldades em distinguir o que é o sonho e o que é a realidade...

Nessa altura sinto uma nostalgia que me leva a desejar ficar em silêncio e voltar a ler. Fico apática e sem paciência para o resto do mundo e qualquer esforço para falar esgota todas as minhas energias, porque também me sinto completa e não quero perder esse momento.

3 comentários:

Gui wings disse...

É excelente quando temos uma livro que nos acompanha na mesinha de cabeceira e nos abstrai de tudo o resto.

Dera a muitos ter essa sensação :-D

Stella Maris disse...

Tenho que ler qualquer coisa dessa escritora, falas muito dela. Alguma sugestão?

nika_liu disse...

Stellinha, eu comecei por um dela com o titulo "Se eu morrer antes de acordar...". Por norma acabo por encontrar mais os livros dela na fnac. Não sendo uma escritora muito conhecida,(apesar de já ter lançado vários titulos) raramente encontro alguma coisa dela nas outras livrarias. A editora é a relógio d'água
(http://www.relogiodagua.pt/canais/search.asp?lang=1&CurrentID=3&search=ana+teresa+pereira)