18.1.08

Atonement


Voz embargada, pranto debilmente controlado...foi assim que sai da sessão das 21:45 do mais recente vencedor de globo de ouro para melhor filme. O pormenor não deixa o olhar atento indiferente, as passagens acontecem em perfeita sintonia, a criação de momentos musicais com base no toque toque de uma antiga máquina de escrever, a fotografia...quantas imagens não me tiraram o fôlego, e o inesperado...aconteceu e surpreendeu...é raro, muito raro, ser surpreendida pelo enredo de uma história que poderia continuar a seguir o resto da noite...as palavras custavam a sair, tinha um nó na garganta que não me deixava articular as palavras, lágrimas que espreitavam e um aperto no coração que as empurrava, para a elas se seguirem mais e mais e mais....não chorei...falei...ainda com os olhos brilhantes mas com as mãos a desejarem escrever aquilo que não conseguia dizer.

1 comentário:

Sadeek disse...

Olá Nika,

Já vi que este filme tem "batido forte" em muita gente...

Ainda bem que existem blogs, não é, senão como te ias exprimir?! ;)

BEIJÃO